ONDE VAMOS PARAR

Para onde a igreja de Cristo está indo ,,tenho visto que toda ou quase toda, motivação é financeira, hoje em dia se cobra para tudo, se vc quiser convidar um cantor,,,aiaiai,,,,temos que desembolsar uma "oferta" generosa, ou vão direto mesmo e nos cobram cachês,, e muitas vezes mostrando um pouco de misericordia nos dão em troca cds,,hahaha.
Bom não temos dinheiro para trazer uma dessas constelações gospel para abençoar nossa "humilde" congregação,,então vamos tentar trazer um pastor , e não estou falando desses super estrelas , televisivos, nãooooo!!!! estou falando de um pastor "comum" aí caimos no mesmo dilema ,,,"oferta" , tudo bem muitas vezes as igrejas não dão nem um copo de água,, mas nós não fomos chamados para isso ,,nosso chamado é com o reino ,,eu mesmo recebi quase nada de ofertas e te digo que fico feliz quando recebo , mas fico mais ainda quando não recebo nada , pois sei que o meu Senhor irá me suprir.
Quantas comunidades foram criadas com motivações financeiras, e não quero ser juiz , mas temos que repensar isso tudo...
MEU DEUS ONDE VAMOS PARAR

3 comentários:

  1. Concordo plenamente! Hj a palavra de Deus virou comércio!As pessoas deixaram a verdadeira essência q é a adoração!
    Não somos um número de cartão de crédito, conta bancária...mas seres humanos únicos.
    Apesar de nossos defeitos, somos estrelas vivas no centro do coração de Deus!"Ainda bem q existe a misericórdia do Senhor" Vânia Altran

    ResponderExcluir
  2. Pr.Vagner César Santos26 de abril de 2011 09:55

    até que enfim consegui ouvir de alguém do nosso meio uma grande verdade.Um dia desses presenciei este fato em um"culto"quando desce de um carro blindado uma famosa cantora gospel(dessas que cobram de quinze a trinta mil para cantar na igreja,passou correndo por "todos" que gritavam o seu nome(seguidores), indo até o altar,sem dar autógrafos(desta vez),também presenciei muito a mesma cena quando eu era do mundão e tocava no meio secular,infelizmente isto ocorre em nosso meio.
    Sou Pr.,musico(adorador) e palestrante, não vivo do evangelho e sim para o evangelho, tenho ministrado em igrejas, abençoando e sendo abençoado,com oferta ou sem oferta, quando abençoamos, naturalmente Deus nos abençoa.
    necessitamos ouvir mais sobre isso, em cultos, seminários e nos cafés de pastores.Um abraço bhother,vc é profeta de Deus..estou velho,careca, mas ainda não morri.Conte comigo.
    Pr.Vagner César Santos

    ResponderExcluir
  3. Essa discussão parece eterna. Mas vamos lá...
    por quê eu preciso de um grande nome na minha festa?
    Pra trazer mais gente? Encher a casa? Melhorar o meu marketing?
    Convites, cartazes, banners em pontos específicos, mailing, carro de som, outdoors, spots, som, luz, ornamentação, boa comida, boa bebida...tudo isso custa dinheiro, e quanto melhor mais caro, já nos acostumamos a isso e concordamos que é justo. Mas e a atração?
    Se a minha festa demanda um grande nome é justo que eu pague o preço.
    Existe um meio de "economizarmos". Podemos investir na formação e na descoberta de talentos, e aí vem um novo (velho) problema: de que estrutura precisamos para que eles não vão embora? Não basta ter um bom equipamento, é importante também uma estrutura psicológica capaz de valorizar aquele que já cresceu.
    É bem fácil perceber que tal estrutura demanda recursos financeiros e muito, mas muito suor! E umas boas marcas no joelho, porque senão as coisas simplesmente não acontecem (pelo menos na igreja não!).
    Acho que uma boa pergunta é: se estivesse na posição do nome que você gostaria de ver no seu cartaz, no seu evento, quanto você cobraria?
    Se a resposta foi nada ou algum valor baixo é provável que a estrutura que você gerencia nunca vá ser capaz de comportar alguém com tal expressão, que se dedique, que estude, que pense diferente dos outros, e que faça as coisas ao ponto de que seu valor cresça a cada dia.
    Ser pastor não é fácil! E se fosse não precisava ser você!

    ResponderExcluir